Regulamento Hacka SAFR

1. DISPOSIÇÕES GERAIS

O Hacka SAFR é baseado em maratonas de programação, de caráter multidisciplinar e colaborativo, onde deverá ser criado uma aplicação que utilize a plataforma de reconhecimento facial da RealNetworks, denominada SAFR.

O Hacka SAFR tem por objetivo buscar novas abordagens para a aplicação do SAFR no dia a dia das corporações, ou dos consumidores finais, como forma de estabelecer novas oportunidades de negócios, além de simplificar positivamente o dia a dia das corporações e da sociedade como um todo.

Por mais que o Hacka SAFR exija alguns perfis técnicos, como desenvolvedores, analistas de sistemas, designers UX e analistas de negócios, isso não é considerado um pré-requisito.

Podem participar do Hacka SAFR pessoas jurídicas, residentes e domiciliadas no território nacional, que concordarem com todos os termos e condições estabelecidos neste documento.

2. DAS INSCRIÇÕES

2.1. As inscrições deverão ser realizadas respondendo o email convite à participação do evento.

2.2. Os times poderão ter quantos integrantes acharem conveniente, não havendo portanto, limite de participante por time, pré estabelecido.

 2.3. Poderão se inscrever no Hacka SAFR pessoas com idade superior a 18 anos, civilmente capaz, que estiverem de acordo com os termos dispostos neste regulamento e que estiverem vinculadas a um CNPJ.

2.4. As inscrições deverão ser realizadas entre os dias 13/03/2019 até às 23:59h do dia 20/03/2019, através do preenchimento de formulário enviado no email convite.

2.5. Será feita uma seleção dos inscritos pela organização do Hacka SAFR, respeitando os seguintes critérios:

2.5.1. Conhecimentos multidisciplinares do time: buscaremos times que tenham uma variedade de conhecimentos como programação, design/UX e negócios.

2.5.2. Experiência dos participantes no campo de conhecimento da sua formação acadêmica ou profissional, levando em consideração as respostas fornecidas no formulário de inscrição.

2.6. As empresas que tiverem suas inscrições selecionadas, receberão, por e-mail, uma notificação por parte da organização, requisitando a confirmação de sua participação no Hacka SAFR.

2.7. As inscrições deverão ser confirmadas dentro do prazo definido no e-mail de pedido de confirmação, através de preenchimento do formulário de inscrição e assinatura do documento de NDA. Caso contrário, a participação será desconsiderada.

2.8. A inscrição é gratuita, de total responsabilidade dos participantes, não havendo nenhum tipo de vínculo empregatício.

2.9. O aceite da inscrição representa a declaração expressa de ciência e acordo com todas as regras previstas neste Regulamento.

2.10. Durante todas as etapas, a organização fará a comunicação com os inscritos preferencialmente através de e-mail.

2.11. Os inscritos são responsáveis por acompanharem a programação, resultado e eventuais alterações.

2.12. São vetados de se inscreverem no Hacka SAFR todas as pessoas que possuam vínculo empregatício com empresas fornecedoras da organização.

3. ATIVIDADES

O evento será composto pelas seguintes etapas:

  • Webinar: para participar do Hacka SAFR todas as empresas interessadas devem participar do webinar que será realizado no dia 20/03/2019.
  • As inscrições deverão ser realizadas entre os dias 13/03/2019 até às 23:59h do dia 20/03/2019, através da resposta do email convite com todos os requerimentos preenchidos.
  • A seleção das empresas participantes será feita pela RealNetworks entre 21/03/2019 a 26/03/2019.
  • Divulgação dos selecionados: 27/03/2019.
  • Desenvolvimento das propostas pelas empresas participantes do Hacka SAFR: 01/04/2019 a 22/04/2019
  • Envio e apresentação das propostas para a banca da RealNetworks: a partir de 23/04/2019. A agenda de apresentações será divulgada no dia 15/04/2019.

Ideias no papel: os participantes deverão realizar um brainstorming para definirem os seus objetivos de projeto e construir o fluxo de suas propostas que coloque de forma prática, a utilização do reconhecimento facial SAFR.

Mãos à obra: após estruturado os objetivos e o fluxo de suas propostas, os times irão acessar a Plataforma de Reconhecimento Facial SAFR da RealNetworks para construir suas soluções.

Durante o período de desenvolvimento das soluções, que acontecerá entre 01/04/2019 a 22/04/2019, o time técnico da RealNetworks poderá responder dúvidas em até 48 horas após o recebimento, por e-mail.

4. PRÉ-REQUISITOS PARA O DESENVOLVIMENTO DAS SOLUÇÕES

As propostas devem observar, no mínimo, os seguintes critérios:

  • Colaboração: a solução deve alcançar o seu objetivo por meio da colaboração mútua entre os participantes.
  • Foco na realidade: a solução deve ser projetada para problemas reais vivenciados pela sociedade ou pelas corporações. Para isso deve-se observar o contexto, identificar problemas e oportunidades, e a partir das necessidades identificadas gerar ideias que comporão a solução.
  • Foco no usuário: a solução deve ser centrada no usuário, ou seja, voltada para as necessidades e desejos da sociedade, considerando as limitações presentes neste contexto, por isso é importante que os potenciais usuários possam interagir durante a fase de concepção, com a solução que está sendo projetada.
  • Disponibilidade: a solução deve ser criada utilizando a Plataforma SAFR da RealNetworks.

Os inscritos deverão, obrigatoriamente, seguir os 5 princípios do SAFR:

  1. Valorizar os clientes e o público. Nossos clientes são as organizações que implantam o SAFR. Consideramos os seus interesses e os interesses daqueles vistos pelo SAFR em tudo o que fazemos. Defendemos os interesses de nossos clientes e do público.
  2. Reconhecer a dignidade inerente e igual valor de cada pessoa. Reduzir incessantemente o preconceito. Todas as plataformas de reconhecimento facial apresentam viés. O SAFR já é considerado um dos menos tendenciosos do mundo, mas não vamos parar de melhorar até que o SAFR detecte, caracterize, verifique e reconheça pessoas de diferentes tons de pele, gêneros ou idades com igual precisão. Nós não treinamos o SAFR para reconhecer etnias.
  3. Conquiste e mantenha a confiança. Enviamos o SAFR para avaliação de desempenho independente, comunicamos seus pontos fortes e limitações e orientamos as escolhas dos clientes sobre como implantá-lo. Ajudamos nossos clientes a proteger as informações do usuário como se fossem nossas, usando criptografia em nível de banco.
  4. Simplifique a proteção da privacidade. Incorporamos as ferramentas de privacidade no SAFR para que seja fácil para nossos clientes protegerem os dados do usuário e permitir que os usuários optem por excluir e serem esquecidos. Nossos termos exigem que os clientes cumpram todas as leis de privacidade aplicáveis. Encorajamos práticas além do mínimo legal.
  5. Vender para clientes confiáveis. Tomamos todas as medidas razoáveis ​​para garantir que o SAFR não seja vendido a clientes que usarão o SAFR para violar o direito de pessoas à vida, à liberdade e à segurança pessoal sem o devido processo ou mandato legal.

5. CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

Condições para análise e avaliação das soluções:

5.1. Disponibilização das soluções por tempo indeterminado.

5.2. Breve apresentação da solução após o período de desenvolvimento. Todas as soluções, atendidos os critérios pré-estabelecidos neste regulamento, serão avaliadas por um Comitê Avaliador composto por membros da RealNetworks Latim América, com amplo conhecimento sobre o tema e os pré-requisitos para o desenvolvimento das soluções.

As soluções serão avaliadas de acordo com os seguintes critérios:

  • Funcionamento sem bugs durante a apresentação.
  • Interdisciplinaridade: capacidade de interagir diferentes temas.
  • Originalidade: capacidade de trazer uma abordagem inovadora a problemas relevantes.
  • Utilidade: a solução poderá ser utilizada por pelo menos um desses públicos: cidadãos, empresas privadas, poder público, etc.
  • Impacto social: avaliação de mudanças em uma comunidade.
  • Apelo comercial: avaliação do alcance do projeto.
  • Design: como é a experiência do usuário.
  • Tecnologias: quantas API’s utilizou, SDK’s, aplicações, etc.
  • Qualidade do código: como foi implementado.

A análise será realizada com base nos seguintes itens:

  • Apresentação da solução.
  • Critérios para o desenvolvimento da solução.
  • Viabilidade técnica.

6. GRATIFICAÇÃO E CONDECORAÇÃO

Todas as empresas participantes que cumprirem os requisitos pré-estabelecidos, serão presenteados com uma licença do SAFR, para utilizarem por um ano, além da certificação RealNetworks em aplicações de Reconhecimento Facial e possibilidade de se tornar um parceiro distribuidor da solução SAFR da RealNetworks.

7. CONSIDERAÇÕES FINAIS

Os participantes deverão usar seus próprios equipamentos, que julgarem necessários, para o desenvolvimento das soluções, tais como: notebooks, tablets, smartphones, entre outros.

Todas as despesas dos participantes serão de responsabilidade dos mesmos.

A comunicação com os participantes se dará por email e as reuniões e apresentações das soluções deverão ser realizadas por vídeo conferência, pelo Skype, através de compartilhamento de tela, sendo necessária uma rede wi-fi de qualidade que permita a apresentação sem interrupções.

Dúvidas sobre o regulamento e o Hacka SAFR podem ser enviadas para o e-mail mvictorino@realnetworks.com.

Os casos omissos neste regulamento serão decididos pela Comissão Organizadora.

O regulamento está sujeito a alterações que serão previamente comunicadas aos participantes.

Serão considerados nulos e ficarão imediatamente desclassificados e impedidos de concorrer e/ou receber a premiação, as empresas que não atenderem às condições estabelecidas neste regulamento, ou ainda, em que se verificar tentativa de fraude ou abuso.

Ao efetivar a inscrição, as empresas e integrantes de cada time concordam com o inteiro teor do regulamento, autorizando a Comissão Organizadora a utilizar, editar, publicar, reproduzir e divulgar, por meio de jornais, revistas, livros e Internet, ou em qualquer outro meio de comunicação, assim como pesquisas científicas, sem ônus e sem autorização prévia ou adicional, os seus nomes, vozes, imagens e soluções propostas, tanto no âmbito nacional quanto internacional, durante período indeterminado em conformidade com a legislação vigente.

O direito sob a criação das soluções geradas durante o evento pertence a seus criadores.