Autenticação digital de identidade: Tecnologia veio para ficar

Por Marcelo Victorino, Diretor de Vendas e Desenvolvimento de Negócios, para LATAM da RealNetworks.

Atualmente, a tecnologia de autenticação digital de identidade por reconhecimento facial tem sido cada vez mais utilizada. No atual contexto da pandemia, muitas tecnologias usadas anteriormente tornaram-se inseguras, devido à propagação do vírus da Covid-19 por meio de contato físico. É o caso, por exemplo, da autenticação por impressão digital , onde o toque no equipamento não é aderente às normas de higiene estabelecidas durante a pandemia global. . De acordo com o último relatório de mercado da Omdia, o setor de autenticação digital de identidade deve atingir US$ 28,5 bilhões até o final de 2021.

No caso do SAFR®, em particular, o software de visão computacional e reconhecimento facial de alto desempenho da RealNetworks, a autenticação digital de identidade funciona como uma garantia de segurança nas atividades que requerem maior precaução e cuidado no dia a dia da sociedade. Autenticação de pagamentos, verificação de identidade online, autenticação multifator, controle de acesso para áreas restritas e detecção de vivacidade (liveness) são alguns exemplos nos quais a tecnologia touchless pode ser aplicada a fim de garantir maior segurança e higiene para seus usuários.

 O SAFR® tem sido utilizado para autenticação digital em eventos, escolas e empresas desde 2017. Um case que chama atenção é o da St. Therese Catholic Academy, uma escola em Seattle, Estados Unidos, que foi uma das primeiras a usar o reconhecimento facial, em 2018. O feedback do diretor da escola, Matt DeBoer, foi de que os professores reduziram a preocupação com a segurança dos alunos e de si próprios, e puderam focar mais no ensino.

 Acredito que muitas pessoas saibam que as escolas norte-americanas têm sofrido ataques a tiros que já resultaram em massacres terríveis ao longo da história. Nosso software tem contribuído para o aumento da segurança e, consequentemente, para evitar tais acontecimentos, o que nos faz sentir extremamente realizados.

No Brasil, é válido destacar nossa atuação em parceria com a Digifort e a prefeitura do município paulista de Praia Grande, que reduziu em 80% os crimes nas áreas monitoradas. Contribuir para a melhora da sociedade é nosso principal objetivo.

Para o usuário, a tecnologia funciona de maneira extremamente simples, pois é o software que se adequa ao usuário, e não o contrário. O SAFR® é avaliado pelo NIST (Instituto de Padrões de Tecnologia) e tem precisão de 99,87% em vídeos ao vivo. Isso significa que o usuário não precisa parar o que está fazendo por alguns segundos para olhar para a câmera e ter sua identidade validada, ele pode seguir sua rotina normalmente e o programa detecta sua face. Basta que o usuário passe em frente à câmera que está conectada ao SAFR®, seja câmera IP, no notebook, smartphone ou outros dispositivos.

Um ponto que não pode ser ignorado quando falamos em autenticação de faces é a proteção de dados. O SAFR® está totalmente em conformidade com as leis de proteção de dados, tanto a LGPD no Brasil, quanto a GDPR na Europa. A autenticação digital de identidade através do reconhecimento facial é uma tecnologia não só necessária, como também inovadora. Ela proporciona maior segurança, uma vez que é capaz de evitar tentativas fraudulentas, protegendo os usuários contra a violação de dados e diminuindo os riscos e prejuízos que essas ações podem trazer para as empresas e indivíduos. Além disso, por ser uma tecnologia touchless, permite também maior segurança em relação à disseminação, não apenas do novo coronavírus, como de outras enfermidades que possam ser propagadas através do contato físico.


Marcelo Victorino é Diretor Sênior de Vendas e Desenvolvimento de Negócios, para LATAM, da RealNetworks Inc (NASDAQ: RNWK) – pioneira em soluções de vídeo, empresa global com sede em Seattle (EUA). Possui uma trajetória de mais de duas décadas em liderança e gestão nas áreas de vendas, prospecção, marketing e novos negócios. É especialista em criar e desenvolver projetos que envolvam tecnologia e inovação e representa a plataforma de reconhecimento facial SAFR para a LATAM.

%d blogueiros gostam disto: