Princípios do SAFR

1. Valorizar os clientes e o público. Nossos clientes são as organizações que implantam o SAFR. Consideramos os seus interesses e os interesses daqueles vistos pelo SAFR em tudo o que fazemos. Defendemos os interesses de nossos clientes e do público em geral.

2. Reconhecer a dignidade inerente e igual valor de cada pessoa. Reduzir incessantemente o preconceito. Todas as plataformas de reconhecimento facial apresentam viés. O SAFR já é considerado um dos menos tendenciosos do mundo, mas não vamos parar de melhorar até que o SAFR detecte, caracterize, verifique e reconheça pessoas de diferentes tons de pele, gêneros ou idades com igual precisão.

3. Conquistar e manter a confiança. Enviamos o SAFR para avaliação de desempenho independente. Comunicamos seus pontos fortes e limitações e orientamos as escolhas dos clientes sobre como implantá-lo. Ajudamos nossos clientes a proteger as informações do usuário como se fossem nossas, usando criptografia em nível de banco.

4. Simplificar a proteção da privacidade. Incorporamos as ferramentas de privacidade no SAFR para que seja fácil para nossos clientes protegerem os dados do usuário e permitir que eles optem por excluir ou serem esquecidos. Nossos termos exigem que os clientes cumpram todas as leis de privacidade aplicáveis. Encorajamos práticas além do mínimo legal. 

5. Vender para clientes confiáveis. Tomamos todas as medidas razoáveis ​​para garantir que o SAFR não seja vendido a clientes que o usarão para violar o direito à vida, à liberdade e à segurança pessoal.