CASE | CBX – CROSS BORDER XPRESS

Cross Border Xpress (CBX): um cruzamento de fronteiras sem precedentes que conta com o SAFR da RealNetworks para trazer dados analíticos do processo de travessia entre o México e os EUA (e vice versa).

Fronteira Estados Unidos-México

Com 3.141 quilômetros de extensão, a fronteira internacional entre Estados Unidos e México passa por 23 municípios dos EUA e 39 municípios do México. É a fronteira cruzada com mais frequência no mundo com aproximadamente 350 milhões de cruzamentos documentados anualmente.

CBX (Cross Border Xpress)

A Cross Border Xpress é uma passarela de 120 metros de comprimento e parte do aeroporto de Tijuana, no México, chegando a um terminal de passageiros na cidade norte-americana de San Diego.

Com um investimento de mais de US$ 120 milhões, os governos dos dois países autorizaram a construção da ponte binacional com o objetivo de facilitar o trânsito de passageiros entre as duas cidades.

A passarela, que começou a funcionar em 9 de dezembro de 2015, opera 24 horas por dia e conta com zona de imigração, duty free, casa de câmbio e praça de alimentação, sendo considerada uma opção atraente principalmente para quem necessita cruzar constantemente a fronteira.

Localização da Fronteira: Tijuana (México) – San Diego (USA)

Tipo de implantação: Analítico

Número de Câmeras com SAFR: 9 câmeras

Casos de uso: Contagem de Pessoas e análise do tempo de travessia

Objetivo

A fronteira tem uma alta taxa de travessias migratórias documentadas e não documentadas a cada ano. Com um volume tão alto de pessoas atravessando anualmente, decidiu-se adotar a tecnologia de SAFR para realizar de forma eficiente a contagem do número de passageiros que realizam a travessia e o tempo realizado no percurso.

Para essa finalidade, foram instaladas câmeras em pontos estratégicos de interação do percurso do passageiro, como mostram os exemplos abaixo:

Travessia do México para os USA
Travessia dos USA para o México

Resultados

Com a implementação do SAFR na CBX é possível gerar reports do tempo médio de travessia, do perfil do público que passa pela ponte, além de envio de alertas e notificações quando uma das métricas pré estabelecida é ultrapassada.

Assim sendo, com dados gerados em tempo real é possível identificar problemas, disrupturas, erros e inconsistências podendo imediatamente planejar correções e transformar dados em insights para melhorias contínuas no processo de travessia da fronteira.

“Estamos muito satisfeitos com o desempenho, as funcionalidades específicas de reports e o suporte que a equipe SAFR oferece, fornecendo os insights necessários para executar uma operação tão importante como a CBX”disse Julio Armentariz, CTO da CBX.

Confira abaixo a ilustração que representa a análise do tempo de travessia e quais são os reports gerados pelo SAFR.

Relatórios Analíticos gerados pelo SAFR:
  • Relatório de tempo de travessia de passageiros: considerando os dois lados Northbound e Southbound.
  • Dashboard do perfil dos passageiros: contemplando informações de idade, sexo, sentimento, horário de maior pico, etc. (ilustração abaixo).

“Estamos muito orgulhosos de ajudar a CBX em suas operações diárias, contribuindo para uma maior eficiência e qualidade de viagem para os milhares de passageiros que frequentam o terminal todos os dias”, disse Jose Larrucea, Vice-presidente Sênior de Vendas Internacionais da RealNetworks.

“Vemos um potencial ótimo na tecnologia da RealNetworks e estamos procurando expandir seu uso em outras áreas dentro da CBX, a fim de aumentar ainda mais a eficiência das operações, acrescentou Armentariz.

Soluções Aplicadas

SAFR™ é a principal plataforma de visão computacional do mundo para vídeo ao vivo. Baseada em machine learning e inteligência artificial, a solução foi projetada para detectar, comparar e identificar milhões de rostos em tempo real, com alta precisão e desempenho, mesmo sob condições desafiadoras. O SAFR tem sido aplicado em projetos de smart cities, transportes, saúde, indústria, educação, aeroportos, contribuindo no aumento da segurança, eficiência de processos e na criação de indicadores para a rápida tomada de decisão.

Segundo o NIST (National Institute of Standards and Technology), o desempenho do SAFR atinge 99,9% de precisão a uma velocidade menor que 50 milissegundos. Adicionalmente, as aferições do NIST revelam que o SAFR é o modelo mais leve que propicia ganhos significativos em termos de investimento em infraestrutura de hardware para projetos de grande escala.

Com relação à privacidade, o SAFR usa criptografia AES-256 e HTTPS e está totalmente em conformidade com a GDPR (General Data Protection Regulation), que é a base para a lei de proteção de dados no Brasil, LGPD.

%d blogueiros gostam disto: